Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Daer integra operação para combater crimes ambientais na Rota do Sol

Fiscais da autarquia atuaram no trecho que passa pela Reserva Biológica Estadual Mata Paludosa

Publicação:

Ação integrou diversos órgãos do Estado
Ação integrou diversos órgãos do Estado - Foto: Arquivo
Por Liana Ramos Carvalho - Ascom/Daer

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) participou sexta-feira (12) de uma operação para combater crimes ambientais, como o comércio ilegal de animais silvestres e de pinhão. Fiscais da autarquia atuaram na notificação e retirada de estabelecimentos instalados irregularmente na faixa de domínio das rodovias RSC-453 e ERS-486. A abordagem atingiu o trecho da Rota do Sol que passa pela Reserva Biológica Estadual Mata Paludosa, uma área de proteção ambiental.

A ação integrou a Operação Apanha, coordenada pela Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema), que contou com os seguintes órgãos estaduais: Comando Ambiental da Brigada Militar (PATRAM de Canela), Comando Rodoviário da Brigada Militar (3° BRBM), Delegacia de Polícia de São Francisco de Paula e Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Aves libertadas durante a operação
Aves libertadas durante a operação - Foto: Arquivo

Na abordagem de sexta-feira, estiverem presentes agentes da PATRAM, Brigada Militar e PRE. Ao todo, cinco tendas foram removidas das margens da Rota do Sol. Também houve a apreensão de nós de pinho, pinhas sem procedência e a soltura de aves capturadas para comércio ilegal de animais silvestres.

“A união das instituições possibilita ampliar e tornar mais eficiente a atuação de cada uma delas”, ressalta Fernando Dieckmann, superintendente da Faixa de Domínio do Daer. Segundo ele, as inspeções na faixa de domínio acontecem durante o ano inteiro para preservar a segurança dos motoristas. “No veraneio, de dezembro de 2018 a março deste ano, ocorreram mais de 300 notificações a estabelecimentos comerciais localizados nas rodovias do Litoral Norte. A retirada deles mantém as margens livres para assegurar aos usuários as condições de segurança necessárias”, acrescenta.

Operação Apanha

A Operação Apanha foi criada para coibir o abigeato, a manutenção de aves silvestres em cativeiro, a caça e a pesca ilegais, entre outros crimes ambientais. A ação iniciou na quarta-feira (10) em Jaquirana e Cambará do Sul. Foram realizados patrulhamentos no Parque Estadual do Tainhas, uma unidade de conservação de proteção integral gerida pela SEMA, e na Área de Proteção Ambiental Rota do Sol (APARS). No dia seguinte, os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em São Francisco de Paula que resultaram na captura de itens como utensílios para caça e pesca predatórias e gaiolas. O encerramento da operação ocorreu na sexta-feira com a vistoria na faixa de domínio da Rota do Sol.

Ao todo, estiveram envolvidos 26 agentes, nove viaturas e um barco. Também foi utilizado um drone, que é um veículo aéreo controlado à distância por meios eletrônicos, para averiguar a existência de mercadorias escondidas na região da Mata Paludosa.

Secretaria de Logística e Transportes