Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governador recebe estudo de viabilidade para implantação da ERS-010

Traçado da rodovia é visto como alternativa para desvio do tráfego da BR-116, contornando a Região Metropolitana

Publicação:

A foto mostra o governador Eduardo Leite diante do computador, em videoconferência com autoridades.
Reunião contou com a participação de integrantes do Executivo estadual, prefeitos e deputados estaduais e federais - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite recebeu, na manhã desta segunda-feira (3/5), o estudo de alternativas viárias para o traçado da ERS-010 entre o entroncamento da BRS-290, em Porto Alegre, e a ERS-239, no município de Sapiranga, totalizando 41,75 quilômetros.

"Essa primeira etapa de apresentação do estudo é uma parte fundamental para subsidiar as futuras tomadas de decisões acerca do projeto. O governo do Estado vem trabalhando para, junto à sociedade, elencar as prioridades de cada região e, com isso, estimular o desenvolvimento do Estado", destacou o governador.

O Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a implantação e pavimentação da ERS-010 foi contratado pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), por cerca de R$ 290,3 mil.

A foto mostra o governador Eduardo Leite diante do computador, em videoconferência com autoridades sobre o estudo de implantação da rodovia ERS-010
Estudo apresenta alternativas para traçado da ERS-010 entre o entroncamento da BRS-290, na capital, e a ERS-239, em Sapiranga - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

De acordo com o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, a participação das lideranças regionais é fundamental para a qualificação do projeto. "É uma grande iniciativa, que merece ser concretizada com a participação de todos", frisou. "Por esse motivo, estamos ouvindo a comunidade, para que esse traçado atenda a todas as necessidades da população para o seu conforto, segurança e desenvolvimento econômico."

O traçado da rodovia é visto como alternativa para desvio do tráfego da BR-116, contornando a região metropolitana de Porto Alegre e formando um anel viário em conjunto a outras rodovias, como a BR-448. Envolve indiretamente cerca de 90 municípios e diretamente, 11.

"O EVTEA é uma etapa fundamental desse processo do planejamento da rodovia, principalmente considerando as várias interferências relacionadas à região complexa em que se insere o traçado", detalha o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino. "Esse estudo será um subsídio importante para a futura elaboração de um projeto que atenda a todas as expectativas da região e as condições técnicas necessárias."

O material apresentado nesta segunda-feira tem como objetivo analisar a evolução no desenvolvimento urbano desde quando foi entregue o último estudo sobre o assunto, há dez anos, incluindo impactos socioeconômicos, ambientais e de tráfego na malha viária da região. Trata-se de uma proposta atualizada e coerente com o novo panorama regional e estadual. A partir da apresentação, que trouxe quatro alternativas para o traçado, o Daer aceitará, por meio do e-mail dg@daer.rs.gov.br, sugestões de prefeitos e de deputados para agregar ao estudo.

A reunião também contou com a participação do secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos (Casa Civil), e de prefeitos e deputados estaduais e federais.

Secretaria de Logística e Transportes