Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Operação Reliqua tem início no Porto do Rio Grande

Publicação:

Operação Reliquoa
Operação visa intensificar o controle e segurança na movimentação e armazenamento de produtos perigosos - Foto: Divulgação/Portos RS
Por Brenda Pacheco (estagiária)/Jornalista responsável: Larissa Carvalho

A Portos RS recebeu integrantes da PRF, ANVISA, IBAMA, CBMRS, Capitania dos Portos, MAPA, PATRAM e Receita Federal, na sala de reuniões de seu prédio administrativo, para dar início à Operação Reliqua. A Defesa Civil também faz parte das instituições envolvidas na Operação, mas não pôde comparecer à reunião. A reunião aconteceu na manhã de terça-feira (29). A Operação Reliqua é realizada anualmente e visa intensificar o controle e segurança na movimentação e armazenamento de produtos perigosos no Polo Industrial e portuário de Rio grande.

A Operação foi idealizada na articulação de instituições do Porto de Santos, a partir do ocorrido no porto de Beirute, em agosto de 2020, quando 2.750 toneladas de Nitrato de Amônio, armazenados há seis anos, acabaram explodindo e causando a morte de mais de 200 pessoas, além de deixar outros milhares de feridos. Com isso, surgiu a necessidade de intensificar a fiscalização e a conscientização, além da articulação para a prevenção de acidentes com Produtos Perigosos (PP).

Comentários

Secretaria de Logística e Transportes