Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Qualificação da malha rodoviária

03170025 13676 GD
-

O Rio Grande do Sul tem mais de 11 mil quilômetros de rodovias estaduais, entre pavimentadas e de revestimento primário. Para melhorar as condições de tráfego e segurança dos caminhos que ligam as diversas regiões do estado, a Secretaria dos Transportes - através do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) - coordena os projetos, as obras e os serviços de pavimentação, recuperação e manutenção da malha rodoviária.

Nos últimos quatro anos, mais de 3 mil quilômetros de rodovias foram recuperados em ações executadas pelos órgãos vinculados à pasta. No âmbito do Daer, os principais programas desenvolvidos foram os seguintes:


Crema Erechim (ERS-126)
-
Crema (Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias)

Financiado pelo Banco Mundial (Bird), o programa Crema tem prazo de cinco anos. No primeiro, as empresas contratadas pelo Daer executam a recuperação completa do pavimento, da drenagem e da sinalização dos trechos rodoviários previstos em contrato. Os quatro anos seguintes são dedicados à manutenção rotineira desses segmentos.

O Crema está dividido em cinco lotes: Serra, Erechim, Passo Fundo – Cruz Alta, Passo Fundo – Palmeira das Missões e Santa Maria – Cachoeira do Sul. No total, o programa prevê a restauração de 1.838 quilômetros de estradas pavimentadas. A maioria das ações está concluída ou em fase final.


Restauro
-
Restauro

O Programa Restauro está dividido em 15 lotes e consiste na recuperação completa de 674 quilômetros de rodovias pavimentadas. Financiado pelo Banco Mundial (Bird), prevê ações como restauração do asfalto, dos dispositivos de drenagem (bueiros, canaletas, sarjetas, etc.) e da sinalização.

A meta é devolver aos trechos rodoviários previstos em contrato as condições próprias para a circulação de veículos com conforto e segurança.


Acesso
-
Acessos Municipais

Pavimentar as rodovias que ligam os pequenos municípios aos grandes corredores rodoviários é uma das prioridades da Secretaria dos Transportes e do Daer. De 2015 até agora, já são 20 acessos concluídos e outros 16 em execução.

Financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e com recursos da CIDE e do Tesouro do Estado, o programa busca proporcionar às comunidades do interior condições melhores não apenas para o transporte de pessoas e produtos, como também atrativos para a instalação de novos empreendimentos que impulsionem a economia local.


Duplicações
Duplicação de rodovias

- ERS-118: considerada projeto prioritário na malha rodoviária estadual, a ERS-118 é uma via estruturante que atende a população da Região Metropolitana de Porto Alegre. Serão 21,5 quilômetros de pista duplicada e ruas laterais, além de viadutos, pontes e passarelas especialmente projetados para comportar o fluxo diário de 30 mil veículos/dia que circulam pelo trecho entre o acesso à BRS-116, em Sapucaia do Sul, e o entroncamento com a Free Way, em Gravataí.

- ERS-509: conhecida como “Faixa Velha de Camobi”, em Santa Maria, a ERS-509 tem 4,3 quilômetros de extensão no perímetro urbano do município. Além da construção de novas pistas e da restauração da antiga, a obra - finalizada em novembro de 2018 - compreende a execução de um viaduto sobre a Avenida Osvaldo Cruz, no quilômetro inicial.


Confira mais obras rodoviárias do Daer no site da autarquia


EGR
-
EGR – obras e serviços

A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) administra mais de 900 quilômetros de estradas estaduais, nas quais executa obras de ampliação, restauração, sinalização e manutenção. Responsável pelo gerenciamento de 14 praças de pedágio, o órgão possui, entre suas principais realizações:

- Viaduto Fritz e Frida, na RSC-287, em Santa Cruz do Sul;
- Viaduto no km 11 da ERS-040, em Viamão;
- Duplicação da ERS-239, em Taquara;
- Ampliação do acostamento da ERS-040, em Pinhal;
- Recomposição da ERS-115, em Três Coroas.

Confira mais obras rodoviárias no site da EGR

Secretaria dos Transportes